Relatório Social 2018 — Instituto NET Claro Embratel

by - July 07, 2020

Arte de capa: Santo de Casa

Em setembro de 2019, após um criterioso processo que envolveu meses de pesquisa, viagens a São Paulo (SP), entrevistas, redação e edição do vasto material disponibilizado pelo cliente, foi lançado o Relatório Social do Instituto NET Claro Embratel, com os principais resultados do trabalho desenvolvido pela empresa ao longo de 2018. Tive o prazer de participar do projeto em parceria com a agência Santo de Casa.

A seguir, confira um dos textos do relatório, a respeito do projeto Ação Social Pela Música. Para ler o material completo, basta acessar o Relatório Social.

Ação Social Pela Música faz conexão Rio-Nova York

O Ação Social pela Música (ASM) conquistou corações até nos Estados Unidos em 2018. A apresentação da Camerata Jovem do Rio de Janeiro, que é uma das iniciativas do projeto, em dois eventos em Nova York (EUA), no mês de maio, foi um dos grandes destaques do ano. 

Primeiro, o grupo foi premiado e se apresentou no evento “O Homem do Ano”, promovido pela Câmara de Comércio Brasil-EUA. Mas eles foram além: também tocaram na sede da ONU (Organização das Nações Unidas), a convite da entidade.

Para completar o tour nova-iorquino, os jovens músicos da Camerata ainda estiveram em um evento em uma escola no bairro do Harlem, onde se apresentaram para os estudantes e participaram de um debate entre afro-americanos e afrodescendentes.

Para David dos Santos Nascimento, contrabaixista da Camerata, a viagem à Nova York foi a realização de um sonho. Depois de ter se apresentado na Alemanha e na Holanda em 2017, e de ter passado 21 dias na Venezuela em 2015, fazendo um curso de liderança musical com os principais maestros da América Latina, tocar na sede da ONU foi mais um momento especial para o músico de 22 anos.

“Foi realmente incrível! Tão jovem ainda, poder conhecer outras culturas e sair do país. Sou muito grato pela oportunidade”, afirma David. “Em 2019, vamos receber outro prêmio na Europa, com apresentações na Suíça e na Alemanha. É demais sermos escolhidos entre os melhores grupos jovens de música clássica”, comemora.

Para Flávio Rodrigues, gerente de Responsabilidade Social Corporativa da Claro Brasil, ver jovens como David realizando esses sonhos é apenas o primeiro passo de um futuro que ainda reserva muitas outras conquistas.

“Quando a gente conversa com eles, percebemos o quanto já se sentem realizados por terem estudado música clássica e terem não só a oportunidade de passar seu conhecimento para outros jovens, agora no papel de instrutores, mas também de visitar outros países e demonstrar seu talento”, observa Flávio. 

Eventos do ASM em 2018

Veja a lista de iniciativas das quais essa turma participou em 2018. Entre elas, as conexões entre projetos e eventos patrocinados pelo Instituto NET Claro Embratel, como o realizado pela Fundação Gol de Letra e a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da Zona Oeste do Rio de Janeiro. E teve mais. Confira as apresentações:

Evento Diálogos Gigantes, em fevereiro;
Fundação Gol de Letra, em abril 2018;
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, em outubro (que também teve participação do projeto Dupla Escola);
Reunião de Comunicação da Claro Brasil, em dezembro.

"Foi muito emocionante a apresentação na Reunião de Comunicação e, mais ainda, a história de superação dos meninos e meninas do grupo. Encontrar um sentido e um propósito por meio de algo que encanta é maravilhoso. E saber que a empresa em que a gente trabalha apoia causas e projetos como esse nos enche de orgulho. Me lembro desse dia com muito carinho", conta Nelson Barreto, colaborador da Claro Brasil em São Paulo.

Aula para primeira infância

Outra grande novidade do Ação Social Pela Música em 2018 foi que o programa começou a desenvolver polos de musicalização para a educação infantil em parceria com creches comunitárias e escolas municipais. Assim, eles passaram a dar aulas de musicalização para a primeira infância e alunos da pré-escola. Esse trabalho tem demonstrado um impacto positivo no desenvolvimento motor e sensorial das crianças atendidas.

Ficou com vontade de conferir a Camerata Jovem do Rio de Janeiro tocando? Clique aqui para assistir a reportagem que a Rede Globo fez durante a apresentação deles na sede da ONU, em Nova York.

Veja também um vídeo de um sarau na Fundação Gol de Letra, onde a camerata se apresentou em 2018.

Mais sobre o projeto Ação Social Pela Música

Criado em 1994 no Rio de Janeiro, o Ação Social Pela Música do Brasil é patrocinado pelo Instituto NET Claro Embratel desde 2010. O projeto atende 1.394 crianças, adolescentes e jovens nos núcleos de aprendizado musical e 2.583 crianças nos polos de musicalização voltados para educação infantil e a pré-escola. No total, são nada menos que 3.977 pessoas atendidas.

O foco do programa é promover a inclusão social e a formação da cidadania, por meio do ensino coletivo da música clássica para moradores de comunidades em situação de vulnerabilidade social.

Entre as comunidades atendidas estão o Complexo do Alemão, Morro dos Macacos, Rio das Pedras e Cidade de Deus, no Rio de Janeiro.

You May Also Like

0 comments